O perigo dos empréstimos – Não viva uma vida louca

O perigo dos empréstimos – Não viva uma vida louca

Vivemos numa época em que os meios de comunicação estimulam o consumo desenfreado, semeando nas pessoas a necessidade e a compulsiva por comprar. O desejo de trocar de carro todo ano, de gastar até o último centavo como se fosse o seu último momento. Vemos as instituições financeiras e bancos como se fossem boazinhas, como se estivessem ali para te ajudar. Mas a verdade é que banco não tem dó de ninguém, nunca teve e nunca vai ter, seu único objetivo é O lucro. Já se atentaram para a quantidade de leilões de imóveis vendidos por bancos existem?

Quantos leilões de veículos vendidos por bancos existem?

Uma infinidade de pessoas que perdem seus imóveis e veículos porque não conseguem pagar.

O que não te contam, é que os bancos não se importam com você. Os bancos querem é vender, empurrando empréstimos em cima de empréstimos, mesmo que sua vida passe a ser unicamente para trabalhar e adquirir coisas por meio de empréstimos. Não se engane, se dependesse unicamente dos bancos, você gastaria sua vida inteira pagando juros sobre juros, para cheque especial, cartão de crédito e tudo quanto há.

Primeira lição: – Guarde seu dinheiro centavo por centavo, dê valor ao seu dinheiro, pois eleé resultado do seu trabalho. Quando for comprar alguma coisa, compre a vista.

Não financie nada, não use cheque, não tenha cartão, não utilize cheque especial.

Digamos que ocorra de atrasar uma ou duas parcelas, o banco não vai querer saber o que aconteceu com você. Geralmente depois que atrasar duas parcelas um banco já não aceita mais que você pague as atrasadas, vai te pressionar e te empurrar um acordo, diretamente no banco, com o gerente, para renegociar sua dívida, fazendo assim uma novação e perdendo o direito de reclamar juros exorbitantes do anterior. O que não te falam na
hora é que naquele acordo, você estará abrindo mão de garantias constitucionais, inclusive uma dessas garantias, o da proteção aos bens-de-família.

Na prática, por um empréstimo consignado de 40 mil reais, você pode estar, através de um acordo, dando permissão para tomarem seu único imóvel, sua casa, seu apartamento, da noite para o dia, através de uma execução extrajudicialmente por meio do cartório. Infelizmente é assim, segundo normas da lei 9.514/97.

Segunda lição: Nunca faça acordo sem a presença de seu advogado especialista, se informe sobre seus direitos. Existem muitas medidas judiciais para lhe defender como embargos a execução, consignação em pagamento, ação de revisão contratual para recalcular os juros aplicados no empréstimo.

Para finalizar: Cuidado com os financiamentos, reflita bastante antes de se meter em dividas. Um grande abraço. Muitas bênçãos e muito dinheiro.

Dr. Daniel César

Conheça seus Direitos – O caso dos anões

Conheça seus Direitos – O caso dos anões

O Direito não socorre aos que dormem. É importante conhecer os seus direitos. Às vezes fico pensando como é limitado o conhecimento jurídico das pessoas em geral. Parece que implantaram um chip em suas mentes dizendo que para entender de direito, é necessário ser jurista, advogado, juiz ou promotor de justiça, e que os outros cidadãos estão condenados a nunca poder entender de lei e saber seus direitos. Mude este quadro, informe-se, procure saber de seus direitos, mesmo que não seja para ajudar a si mesmo, para ajudar os mais simples, os mais humildes.

Primeiro caso. Não vou citar nomes, mas no Brasil existe um casal de artistas anões (têm nanismo), são bonitinhos, tudo muito romântico coisa e tal, que se casaram, a mídia fez uma reportagem extensa dizendo que não sabiam se o filho deles seria ou não anão ou anã, uma matéria totalmente despreparada do ponto de vista jurídico.

Primeiro aspecto existe técnica de inseminação artificial oferecida pelo serviço público que seleciona o embrião de mais de 50 tipos diferentes de enfermidades, inclusive enfermidades passadas de geração a geração, você acaba com o risco de doenças genéticas como a síndrome de Down, e com vários outros fatores. Já que o casal apaixonado são anões, e até tem condição razoável de vida, porque ganham bem, deveriam ter sido submetidos ao tratamento, para ter seus filhos livres do nanismo.

Segundo aspecto existe tratamento para nanismo, é caro, ultima vez que soube do preço era em torno de oito mil reais por mês, então vem a pergunta: -Como pagar isto tudo, se as vezes quem precisa do tratamento tem de sustentar a família inteira com um salário mínimo? Não é todo mundo que pode pagar, quem não pode pagar procure auxílio do judiciário, seja por advogado particular ou através da defensoria pública, acione o judiciário. A exemplo, no município de Itabaianinha, Sergipe, existem 25 vezes mais anões do que a média nacional, e lá o tratamento já é gratuito, fornecido pelo governo. O governo brasileiro é rico e tem condições de ajudar.

Segundo caso. Esta semana vi um post no facebook, dizendo que uma menina precisava de dinheiro para se submeter a um tratamento judicial e era muito caro, por isto deveríamos divulgar o post que o facebook daria 50 centavos para cada compartilhamento. Além de ser mentira, não precisa! É só acionar o judiciário buscando custeio medicamentos e ou tratamentos! Conheça seus direitos. Divulgue esta a idéia. Aprenda: – Facebook não dá dinheiro para quem compartilha posts trágicos!

Para finalizar: A justiça não é sua inimiga, ela é sua amiga. Existem juízes, promotores, profissionais no judiciário excelentes, sérios, dignos, que vão ouvir sua causa. Primeiro procure a Deus, depois recorra ao judiciário. Daí a César o que é de César, e a Deus o que é Deus. Um grande abraço. Muitas bênçãos e sabedoria.

Dr. Daniel César contato@danielcesar.adv.br